Como ter amor próprio

A maioria dos indivíduos costumam se avaliar pelo o que o outro acha e pensa sobre ele mesmo. Se senti menosprezado, triste e até humilhado quando não encontra aquela aprovação que queria do outro. Sua autoestima abaixa, passa ser uma vítima nos julgamentos de terceiros. Se senti ansioso porque acredita que não esta apresentando um bom desempenho ou não é bom o suficiente para agradar o outro. E isso se torna totalmente desgastante se preocupando se as outras pessoas o valorizam ou não. Mas há uma maneira de interromper este ciclo vicioso: Aprender a ter amor próprio.

Ter amor próprio não é ser egoísta, pelo contrário, é saber dar-se a atenção que precisa, aprovação, amor e aceitação que busca nos outros. Se amar não é apenas uma questão de se olhar no espelho e dizer a si mesmo que você é um filho maravilhoso e lindo de Deus. Muito mesmo uma questão de dizer a si mesmo durante o dia que está bem. Se amar é aprender a acessar a verdade de quem você é realmente, do que você almeja, sonha e acredita, Seu Eu Evoluído e Espiritual.

Ouvir esta verdade de seu EU não é tão difícil assim quanto você pensa. Quando sua intenção é verdadeira e busca por isso, você começará a senti-la. Outra maneira é parar de se agredir, como você se trata, seja com xingamentos soltos ou um se humilhando por tudo que acontece. Quando você se trata de maneiras desonestas, convida aos outros a fazer o mesmo. Você precisa praticar como ser desejado, ser o seu próprio desejo. Quanto mais aprende a ver, amar e se amar, mas validação encontrará nos outros.

Aprender a ter amor próprio é se validar, a energia que você projeta diz aos outros que você merece ser amado e respeitado!

Armados com o amor próprio nos sentimos mais fortes e somos menos propensos a agir de forma auto-sabotiva. Ou até mesmo fazer audições pelo amor e pela atenção dos outros. Em vez disto, esperamos ser felizes, viver vidas cumpridas com pessoas que se preocupam realmente com a gente. Vou te ensinar em quatro atividades simples e poderosas a colocar seu amor próprio em prática. Embora esta ideia possa parecer grande e nebulosa para alguns. Esta pratica pode ser exatamente o contrário, será divertido, concreto e facilmente incorporada em sua rotina diária. Ações que irão permitir que se envolvam criativamente e agite sua imaginação.

LEIA  Como montar uma lancheira saudável para seu filho!

Então vamos lá?!

Comemore seu corpo
A maioria das pessoas passam o tempo todo se lamentando do corpo que tem. Ou é muito gordo, ou é magro demais, altos, baixos.. Alguns se acham velhos demais, cansados, enrugados. Nos preocupamos com a beleza imposta pela mídia e desejamos ser perfeitos, como modelos graciosos de alguma capa de revista. E se, em vez de se preocupar com esta tal beleza começássemos a cumprimentar nosso corpo de forma amigável e em voz alta? Tente isso: Pela manhã, como um ritual do seu acordar, comece a agradecer o corpo que tem. Elogie suas curvas, suas cicatrizes. Ame seus ombros, tornozelos. Aprecie os passos dos seus pés, os saltos que são capazes de dar. No começo pode até parecer estranho. Mas ter amor próprio do seu corpo é uma façanha milagrosa, irá se surpreender.

Seja extremamente Criativo
Porque é uma forma de auto-expressão, acredito que cada ato de criação é também um ato de amor próprio. Não consigo pensar em nada mais básico e bonito do que o nosso desejo humano de criar, fazer algo do nada ou mudar algo antigo em algo novo. Se estamos tocando música, escrevendo um livro ou construindo a pizza perfeita, atraente de forma criativa é como um treino de corpo inteiro para a alma. Ao fazê-lo, honramos nosso tempo, nossos instintos, nossas idéias macias (muitas vezes não ditas) e nos conectamos com a parte mais aventureira e evolutiva de nós mesmos.

LEIA  Veja Aqui Quais os Sintomas da Depressão

Tenha uma cerimônia de queimar o passado
Eu acredito que o segredo para amar-se mais e melhor é deixar ir tudo aquilo que não te pertence mais. Deixar de lado é um ato de suprema generosidade para a sua alma. Uma maneira de fazer isso é com uma cerimônia de queima. Um ritual que a sua intenção de deixar ir é como se um peso reconfortante e tangível fosse embora. Um momento físico de liberação.
Veja como realizar uma cerimônia de queima muito simples. Primeiro, escreva o que você está deixando em um pedaço de papel. Pode ser qualquer coisa – um ressentimento antigo, um relacionamento que não deu certo, uma antiga definição de si mesmo. Dobre o papel, segure-o sobre um fogo (uma vela), e assista-o queimado, enquanto se sente dentro do espaço que é criado quando você solta o que já não serve para você.

Escreva um mantra sobre o amor próprio
Não importa o quão comprometido com o amor próprio você esteja, alguns dias é difícil. Não nos sentimos brincalhões ou aceitáveis, amáveis ou generosos. É quando é útil ter um mantra de amor próprio – uma frase que podemos dizer a nós mesmos que é reconfortante e de apoio e sem julgamento. Algo que dirijamos ao nosso melhor amigo, ou a nossa criança, ou a nossa esposa, para que eles saibam que são amados e estamos aqui para eles. Escreva essa frase para si mesmo, coloque-a na sua carteira ou na sua bolsa e consulte-a conforme necessário.

No final, é isso que é o amor próprio, sendo exatamente o amor que você precisa. A vida só mudará para melhor quando você aprender a si amar de verdade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here