Alimentos importantes para saúde da mulher

0
63

A alimentação da mulher

A mulher é muito especial!! Sua natureza fisiológica, sua beleza natural, seus hormônios, suas alterações, fazem da mulher seres diferentes do homem.
Além da preocupação com os nutrientes necessários para garantir uma melhor qualidade de vida, manter a forma e melhorar a saúde, a mulher precisa se alimentar bem também para se manter jovem e bela, sem contar a dieta especial para a gestação e amamentação. Por isso, que no mês em que comemora-se o dia da mulher que dedico essa matéria, em prol de contribuir para o conhecimento e melhora da alimentação feminina.

Saiba o que não pode faltar no cardápio

  • Adolescência (10 a 19 anos)

Fase de grandes modificações físicas, psicológicas e fisiológicas. Requer mais energia e nutrientes. É caracterizada pelo início do período fértil e pela definição dos hábitos alimentares. Nesse período, as mulheres estão suscetíveis a deficiências nutricionais como: anemia, avitaminoses, fadiga e baixo rendimento escolar.

A proteína da carnes, aves e peixes são importantíssimas para o público feminino porque garantem um bom fornecimento de ferro, já que a necessidade deste nutriente é maior nas mulheres e sua deficiência pode causar a anemia. São importantes ainda para manter uma pele saudável e um bom tônus muscular. Ainda no grupo das proteínas, leite e derivados são excelentes fontes de cálcio e a deficiência deste mineral pode causar osteoporose, mais comum em mulheres.

  • Fase adulta (20 a 40 anos).

Nessa fase, os sintomas da TPM estão mais evidentes. Há maior preocupação com a estética, manutenção de peso e retardo do envelhecimento.
É um momento importante para a adoção de hábitos alimentares saudáveis, reduzindo os riscos de doenças, como por exemplo, o câncer de mama. Período fértil propício para a gestação. Constipação é uma das principais queixas das mulheres.
Muita energia para batalhar pela ascensão profissional e para se dividir aos cuidados com a família, trabalho, casa.

LEIA  Intestino Preguiçoso

Um prato ricos em vegetais e frutas não só fornece fibras e vitaminas como também os fitoquímicos, ativos que reduzem o risco de câncer de mama e colo de útero. Os amarelos fornecem o betacaroteno que auxilia no bronzeado e é antioxidante, evitando os danos do tempo e auxiliando na prevenção de uma série de doenças. E por falar em antioxidantes, mulheres devem usar fontes de vitamina C como laranja e acerola diariamente, além dos flavonóides que podem ser obtidos no suco de uva roxa. Cereais integrais, além de evitarem a constipação intestinal, comum também em mulheres, fornecem zinco e ajudam a regular os níveis de colesterol e glicose.

  • Fase adulta pré-menopausa (40 a 55 anos)

É uma fase de intensas mudanças físicas, psicológicas e musculares. A menstruação torna-se irregular e os sintomas da menopausa começam a aparecer.
Fase em que a mulher está mais estabilizada profissional e emocionalmente.
A tendência é engordar, aparecimento dos “pneus” na cintura e quadril.

Ingerir peixes e outros frutos do mar pelo menos 3 vezes por semana ajuda a mulher a melhorar o sistema imune muitas vezes abalado pelo estresse e pela rotina cansativa de trabalho externo e no lar. São fontes de ômega 3, nutriente presente também na linhaça que, de quebra, ajuda a melhorar os sintomas da menopausa e melhora o intestino. E já que falamos sobre menopausa, a soja também é aliada da mulher neste período. Inclua tofu e “leite de soja”, até mesmo na vida fértil, evitando somente na gestação. A retenção de líquido, também mais comum no público feminino, pode ser amenizada com uma dieta rica em líquidos, chás, sucos naturais e pobre em sal e temperos industrializados. Aumentar as fontes de potássio, incluindo frutas como banana e laranja também auxiliam neste problema. Os chamados “inimigos da beleza”, devem ficar de fora do cardápio feminino. São “comidinhas” nenhum pouco saudáveis, que aumentam as chances da temida lipodistrofia ginóide, a celulite.

  • Fase adulta pós-menopausa (acima de 55 anos)
LEIA  Alimentos que ajudam no sono

Período em que ocorre redução do estrogênio endógeno, o que intensifica os sintomas da menopausa. Há perda de massa magra e óssea intensa, o que aumenta o risco de osteoporose. Também há aumento dos níveis de colesterol LDL e triglicerídeos, o que representa risco para doenças cardiovasculares. A constipação se intensifica nesse período. A fase é de risco para outras doenças como câncer de mama, cólon e diabetes.

Deixe de lado os refrigerantes, frituras, salgadinhos industrializados, doces, corantes, conservantes, sucos em pó, modere o consumo de café e de álcool e inclua os alimentos probióticos na sua alimentação. Leite fermentado e os iogurtes, leves e refrescantes, são fundamentais para a saúde da mulher são somente por serem nutritivos como também para evitar a disbiose intestinal, mal que acomete o público feminino e aumenta os riscos de depressão, alergias e problemas imunes, além da constipação. Leguminosas como feijões e lentilha, muita água, sementes, castanhas, nozes e azeite completam o cardápio da mulher que além de delicioso pode ser muito nutritivo e capaz de manter o pique total.

Artigo anteriorAlimentos Afrodisíacos
Próximo artigoTeste: Você leva um estilo de vida saudável?
Nutricionista/Administradora/Professora/Pedagoga/Consultora Alimentar/Empreendedora/Coach em Empreendedorismo Criativo -Graduada em Administração pela FSBA-Salvador-Ba -Graduada em Nutrição pela FAN-Feira de Santana-Ba -Pós graduada em Prescrição de Fitoterápico e Suplementação Nutricional Clínica e Esportiva pela Estácio(FIB) -Salvador-Ba -Pós Graduada em Obesidade e Emagrecimento pela W-Pós(AVM)- Feira de Santana-Ba -Mestranda em Desenho Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional- Fundação Universitária Iberoamericana da Espanha- FUNIBER- Florianópolis-SC -Docente em Pedagogia-GESFS-Feira de Santana- Ba -Certificação Internacional em Cineantropometria ISAK Nível I- InSulBra -Técnica Administrativa-CEBRAC -Técnica em transações Imobiliárias-CETREB -Trabalha como Administradora -Nutricionista em Clínicas -Nutricionista em atendimento domiciliar pela Nutrição e Saúde-Viva Mais - Proprietária da Paixão na Mesa- Artigos para mesa posta Curso de Relações Humanas, liderança e motivação entre outros como gastronomia funcional, planejamento de cardápio, regras básicas de etiqueta e personal diet e criatividade e inovação. Meu maior foco é o bem estar e a satisfação em fazer do alimento algo prazeroso e saudável de se ver e comer. Focando na importância de se comer e saber comer dando relevância ao que se come. Levando uma nutrição adequada para prevenção de doenças e tornando uma vida mais saudável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here